No dia 15 de maio, os professores da educação básica que trabalham nas escolas particulares da Região dos Lagos (Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia) se reuniram em assembleia convocada pelo Sindicato dos Professores da Região dos Lagos (Sinpro Lagos) e aprovaram a proposta de renovação da Convenção Coletiva de Trabalho 2019/2020 (CCT).

Com a renovação da CCT 2019/2020, os salários serão reajustados em 5% (data base em maio) e foram mantidas todas as cláusulas sociais, incluindo a fundamental bolsa para os filhos dos docentes; tratando-se, portanto, de uma grande conquista da categoria e de seus sindicatos representativos.

A proposta fora acordada no dia 7 de maio entre a Feteerj (Federação dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino no Estado do Rio de Janeiro), os sindicatos filiados à Federação, incluindo o Sinpro Lagos, e o Sinepe-RJ (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado do Rio de Janeiro), entidade que representa os donos das instituições de ensino.

Lembramos que os professores de Armação dos Búzios, Araruama e Saquarema também estão contemplados pela mesma CCT – os professores desses municípios foram representados pela Feteerj no ato do acordo da CCT.  Mas, no caso de qualquer dúvida ou de necessidade de fazer alguma denúncia de descumprimento do acordo, o docente das localidades citadas neste parágrafo pode procurar o Sinpro Lagos também.

Além da Região dos Lagos, a CCT abrange as bases regionais (por municípios) dos seguintes Sindicatos de Professores:

– Sindicato dos Professores do Município do Rio: Itaguaí, Paracambi e Seropédica;

– Sinpro Petrópolis e Região;

– Sinpro Baixada: Magé e Guapimirim;

– Feteerj: Miguel Pereira, Armação dos Búzios, Araruama e Saquarema;

– Sinpro Friburgo e Região;

– Sinpro Macaé e Região;

O Sinpro Teresópolis.

A Feteerj e os Sindicatos Filiados reafirmam a importância da assinatura do acordo, tendo em vista a grave situação econômico-social que vivemos, com enorme perda de direitos trabalhistas e sociais e ataques desmesurados à educação – aos professores e professoras, reiteramos que é fundamental que todos fortaleçam seus sindicatos, se filiando às entidades e participando das nossas mobilizações. Principalmente agora que estamos em plena luta contra a reforma da previdência, que atinge, em cheio, o magistério.

Qualquer dúvida ou denúncia entre em contato com o Sinpro Lagos.

Open chat