A Comissão de Negociação formada pela Federação dos Trabalhadores em Estabelecimento de Ensino (Feteerj) e representantes de Sindicatos de Professores que trabalham nas escolas particulares se reuniu nessa terça-feira (16), em Niterói, com a diretoria do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado do Rio de Janeiro (Sinepe-RJ) – entidade que representa os donos de escolas particulares do estado do Rio. A reunião, que foi realizada na sede do Sinepe-RJ, foi o passo inicial do processo de negociação entre as entidades, visando a elaboração e aprovação de uma convenção coletiva de trabalho 2019 única, na sua essência, considerando as diferenças regionais. O Sinpro Lagos participa da negociação.

Na ocasião, foi apresentada ao Sinepe a pauta reivindicatória unificada sob a coordenação da Feteerj, com os seguintes itens mais importantes:

1) Renovação da Convenção Coletiva de Trabalho;

2) Ganho real de salário;

3) Equiparação salarial da educação infantil com  os demais segmentos;

4) Homologação no sindicato;

5) Defesa da liberdade de ensinar e aprender;

6) Contribuição negocial.

Para essa primeira paritária representaram a Feteerj os professores Antonio Rodrigues (Sinpro Rio) e Luiz Grossi (Sinpro Petrópolis e Região); pelos demais Sindicatos compareceram os professores Agnaldo Cruz e Regina Martins (Sinpro Niterói); Ricardo Gama (Sinpro Friburgo) e Dilson Silveira (Sinpro Rio).

Após discussões, ficou acordada uma segunda paritária agendada para o dia 07 de maio, às 15h.

Os professores das seguintes regiões serão atingidos pelo acordo coletivo:

– Itaguaí, Paracambi e Seropédica (municípios representados pelo Sindicato dos Professores do Município do Rio);

– Niterói, Maricá, Tanguá e Itaboraí (Sinpro Niterói);

– Petrópolis e Região (Sinpro Petrópolis);

– Magé e Guapimirim (Sinpro Baixada);

– Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia (Sinpro Lagos).

– Miguel Pereira, Araruama e Saquarema (Feteerj);

– Friburgo (Sinpro Friburgo e Região);

– Macaé e Região (Sinpro Macaé);

– Angra dos Reis, Paraty, Mangaratiba e Rio Claro (Sinpro Costa Verde e Região).

Open chat