Anvisa) autorizou o uso da vacina da Pfizer contra a covid-19 para crianças de 5 a 11 anos (foto: Agência Senado/Governo de São Paulo)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou dia 16 de dezembro que autorizou o uso da vacina da Pfizer contra a covid-19 para crianças de 5 a 11 anos.

A Anvisa também recebeu um pedido do Instituto Butantan para aplicar a vacina Coronavac em crianças e adolescentes com idades entre 3 e 17 anos.

A vacina da Pfizer está registrada no Brasil desde 23 de fevereiro para quem tem mais de 16 anos e, para a faixa etária de 12 a 15 anos, desde 11 de junho. A vacinação das crianças de cinco anos em diante, pertencentes ao segmento da educação infantil e ensino fundamental, é muito importante para aumentar ainda mais a segurança sanitária de nossas escolas, tendo em vista o combate à pandemia do vírus do covid 19.

Infelizmente, o governo negacionista de Jair Bolsonaro é contra a vacinação e vem colocando diversas barreiras à campanha – um crime contra a própria população brasileira.

O Partido dos Trabalhadores (PT) entrou com um mandado de segurança no Supremo, exigindo que o Ministério da Saúde cumpra a recomendação da Anvisa e inicie o planejamento para a vacinação das crianças ainda antes do início do ano letivo de 2022. O ministro do STF Ricardo Lewandowski está analisando o pedido e já determinou que o Ministério da Saúde explique o porquê de o governo ser contra a vacinação das crianças.

O Sindicato dos Professores da Região dos Lagos (Sinpro Lagos) apoia a vacinação em massa de nossos estudantes, com segurança científica já comprovada, como também a exigência de que todos os estudantes e profissionais da educação tenham que mostrar o comprovante de vacinação para frequentar as escolas. Os professores, professoras e demais funcionários dos estabelecimentos de ensino têm que ter segurança sanitária em seu local de trabalho.

EUROPA E EUA JÁ VACINAM CRIANÇAS MENORES DE 11 ANOS

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) aprovou no final de novembro o uso de uma dose menor da vacina da Pfizer-BioNTech em crianças de 5 a 11 anos. A entrega dos frascos pediátricos começou na segunda-feira.

Vacinar crianças e jovens, que podem transmitir covid-19 a pessoas com maior risco de desenvolver manifestações graves da doença, é considerado um passo fundamental para domar a pandemia. Na Alemanha e na Holanda, as crianças representam atualmente grande parte dos novos casos.

Nos EUA, a vacina da Pfizer foi autorizada em outubro pela Food and Drug Administration (FDA) para a faixa etária de 5 a 11 anos.

*Informações retiradas do site da Contee.

Open chat